Você sabia que seu corpo Fala?

              sinais_do_corpo_psicologia  O nosso corpo funciona como uma máquina que troca energia com o mundo, ou seja, fornece e recebe energia do meio. Quando estamos equilibrados e conseguindo respeitar as nossas necessidades e limites, essa troca de energia acontece naturalmente e nós nem nos damos conta dela.

                O problema surge quando essa troca começa a ficar desequilibrada e é nesse momento que precisamos ficar atentos a todos os sinais que nosso corpo passa a nos dar. Você sabia que o seu corpo fala? Por exemplo, quando sentimos uma dor seja qual for ela, a última coisa que pensamos é que ela pode ser um aviso do nosso corpo nos alertando de que alguma coisa não está bem, que algum aspecto da nossa vida está desequilibrado.

                Devemos estar atentos a esses sinais, pois as vezes passamos a conviver com situações que nos incomodam, que nos desequilibram, mas acreditamos que o melhor é aprender a conviver com ela e acabamos deixando por isso mesmo. Porém, a convivência inadequada com tais situações pode aos poucos ir alterando o nosso estado emocional e começar a se apresentar em forma de angústias, ansiedades, sintomas de depressão, que são mais fáceis de serem reconhecidos, ou através da somatização no corpo físico que acontece em forma de dores, algumas vezes crônicas, ou desajustes orgânicos.

                Diante disso é ideal que possamos ouvir os sinais dados pelo nosso corpo, observarmos de que forma esses sinais estão aparecendo, se existem situações nas quais eles mais aparecem, ou se tem alguma hora do dia, pois todas essas informações são importantes para identificarmos a origem desses sinais e com isso cuidar da forma correta. Claro que diante de uma dor forte ou um desconforto gástrico, por exemplo, não devemos achar que é sempre de origem psicológica. Porém devemos colocar como uma das causas possíveis, e com isso realizar uma investigação e realizar o tratamento adequado.

                Então se você tem uma dor física, um desconforto gástrico, enxaqueca, falta de apetite, dentre outras coisas, sem explicação procure a ajuda de um psicólogo, pois é possível cuidar dos sintomas e ter mais qualidade de vida.

                Espero ter conseguido esclarecer algumas dúvidas sobre esse assunto. Se tiver alguma dúvida envie uma mensagem pelo formulário abaixo, que terei o prazer de responder. Até a próxima.

 

 

 

Achou interessante? Compartilhe!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Aguarde...

    Informe Seu E-mail

    Quer receber meus artigos sobre temas relacionados a psicologia? Medos, Stress, Ansiedades, depressão... Cadastre seu melhor e-mail.